O FERNANDO QUE VIROU ANTÔNIO (por Rev. Aílton Gonçalves)

O dia 13 de junho no Brasil é um dia importante para inúmeras cidades no país. Todos sabemos que a grande matriz religiosa no Brasil é o catolicismo.

O Brasil “nasce” com o catolicismo a tiracolo. Assim, desde muito, as cidades, via de regra, acompanhando a prática católica, adotam nomes do catolicismo como seu “padroeiro”. Aqui na região lembro de Americana e Piracicaba que adotaram “Santo” Antônio como padroeiro. É feriado!

“Santo” Antônio nasceu Fernando Bulhões, em 15 de agosto de 1195, na cidade de Lisboa. Morreu jovem, aos 36 anos, em 13 de junho de 1231, na cidade de Pádua, Itália.

No início de sua caminhada eclesiástica, pertenceu à Ordem dos Cônegos Regulares da Santa Cruz, em Lisboa, seguindo a Regra de Santo Agostinho, no Convento de São Vicente de Fora. Depois, Fernando foi para Coimbra, aprofundar seus estudos nas Escrituras e literatura Patrística, no Convento de Santa Cruz.

Em 1220 tornou-se Franciscano. Sua cultura e sua eloquência chamam a atenção de seus ouvintes, chegando a lecionar teologia em Bolonha. Fernando, grande orador, viajou muito ao norte da Itália e sul da França, tentando frear os movimentos dos cataristas (França) e valdenses (Itália),  que podem ser considerados pré-reformadores. Após a experiência de pregação a esses movimentos, foi para Pádua, onde faleceu aos 36 anos.

Sua canonização pelo catolicismo se deu, rapidamente, um ano após sua morte, pelo papa Gregório IX, em 30 de maio de 1232. Em 16 de janeiro de 1946, o papa Pio XII o declarou como Doutor da Igreja, o primeiro Doutor da Igreja Franciscano.

Talvez, a coisa mais importante que podemos afirmar de Fernando, que virou Antônio, é que ele era servo de Jesus Cristo.

Esse pertencimento a Jesus Cristo faz toda a diferença!

 

Rev. Ailton Gonçalves Dias Filho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SOBRE

A missão do Olepeninha é publicar informações esportivas sobre Rio Branco Esporte Clube, União Barbarense e XV de Piracicaba, além de levar informações sobre esportes amadores de Americana e Santa Bárbara.

Logo OléPeninha

SOBRE

A missão do Olepeninha é publicar informações esportivas sobre Rio Branco Esporte Clube, União Barbarense e XV de Piracicaba, além de levar informações sobre esportes amadores de Americana e Santa Bárbara.

Rolar para cima